Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/2445/108273
Title: Learner Identity: Os outros significativos na construção da identidade de aprendiz
Author: Campos de Miranda, Vanessa Elena
Director: Coll, César, 1950-
Keywords: Aprenentatge per experiència
Teories de l'aprenentatge
Experiential learning
Learning theories
Issue Date: 10-Nov-2016
Publisher: Universitat de Barcelona
Abstract: [por] O conceito de aprendizagem ao longo da vida, que fomenta o debate atual sobre a importância do aprender e do aprendiz, abre novas perspectivas temáticas como o estudo da identidade de aprendiz e da participação dos agentes educativos na construção da mesma. A identidade de aprendiz – IdA- (Coll e Falsafi, 2010), baseada na perspectiva sócio construtivista, é entendida como o reconhecimento de si mesmo como alguém mais ou menos capaz de aprender em situações diversas ao longo da vida. A construção da IdA é concebida como um processo de caráter discursivo que se dá nas atividades e práticas sociais através de três modalidades: IdA in-activity, IdA on-activity e IdA cross-activity. Mas como se dá a participação dos outros nesse processo? Para atender a tal questionamento, essa pesquisa tem a finalidade de discorrer sobre aqueles que os sujeitos consideram como outros significativos (OS) na construção da IdA cross-activity através da (re) construção discursiva das suas experiências subjetivas de aprendizagem (ESA). Esse objetivo se fundamenta na crença de que o conhecimento sobre a IdA ocorre a partir da reflexão e narração das ESA, pondo ênfase em uma ou outra experiência e discorrendo sobre a relevância e importância desse episódio no contexto geral de trajetória de aprendizagem. Nossa base sócio construtivista ressalta a importância dos outros no processo de construção do reconhecimento de si mesmo como aprendiz, e seguindo esse viés, acreditamos que aqueles a quem atribuímos o titulo de outros significativos devem possuir um papel singular nesse processo. Partindo desse objetivo, realizamos uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório que teve como unidade de análise a (re) construção discursiva elaborada pelos sujeitos de suas ESA. Selecionamos uma amostra de 83 sujeitos, brasileiros residentes da cidade de Salvador, com idades entre 17 e 82 anos e com distintos níveis de escolaridade, do nível primário ao acadêmico/profissional - formado por pessoas com mestrado e/ou doutorado. Como instrumentos de coleta de dados utilizamos questionários semiabertos e entrevistas. Os questionários foram aplicados a todos os participantes do estudo e as entrevistas foram aplicadas participantes selecionados de cada subgrupo (nível de escolaridade x faixa etária) com o objetivo de aprofundar o conhecimento sobre os OS. Para analisar os dados, foi realizada uma análise de conteúdo tomando como referência os elementos da IdA. Desenvolvemos um extenso trabalho de categorização e classificação plasmado em dois protocolos de análise, um para cada instrumento, que foram revisados e ajustados ao longo do processo. Na codificação utilizamos o software Atlas.ti em sua versão 7. Depois de codificados os dados foram submetidos a um processo de triangulação e contraste entre juízes. Essa pesquisa nos forneceu distintos resultados sobre aqueles considerados como OS: quem são; o que se considera ao atribuir ao outro o caráter de significativo na construção da IdA; as relações existentes entre aqueles considerados como significativos e os demais elementos da IdA, dentre outros. No relato de suas ESA, os participantes identificaram a outros de distintos grupos como OS estando esses outros relacionados aos contextos sócio institucionais mais importantes para o sujeito seja no período em que se deu a ESA compartilhada e/ou quando a reconstruiu discursivamente no questionário e entrevista. Aos outros considerados como OS foram atribuídos como papéis a mediação da construção dos motivos pessoais de aprendizagem; o fornecimento de atos de reconhecimento que ajudaram o sujeito a consolidar, contrastar e/ou transformar o conceito que possuía de si mesmo como aprendiz e o auxílio no alinhamento de seus motivos pessoais aos objetivos das atividades das quais participava e/ou ansiava participar, favorecendo a atribuição de sentido às mesmas. A partir dos resultados foi possível identificar dois tipos de OS, pontuais e transversais, cujas ações possuem diferentes impactos sobre a construção do reconhecimento de si mesmo como aprendiz. Para finalizar, consideramos que os OS são um elemento de grande influencia na construção da IdA e que seu estudo favorece a compreensão da construção dessa identidade assim como nos dá pistas para pensar práticas educativas que contribuam para a construção de uma IdA favorável, ou seja, de um reconhecimento de si mesmo como alguém capaz de seguir aprendendo ao longo da vida.
[eng] The concept of lifelong learning foments the current debate about the importance of learning and the importance of the learner. It also offers new perspectives in the research field of learner identity (LI) and the educational agents participation in the LI construction process. The learner identity – LI – (Coll and Falsafi, 2010), based on the socio constructivist perspective, is understood as the recognition of oneself as someone more or less able to learn in different situations throughout life. The construction of LI is conceived as a discursive process, that happens on social activities and practices through three modes: in-activity LI, on-activity LI and cross-activity LI. However, how do others participate in this process? To tackle such matters this research aimed to explore the characteristics of the individuals regarded as significant others (SO) in the construction of cross-activity LI through discursive (re) construction of their own subjective learning experiences. This objective is founded on the belief that the knowledge about the learner identity of an individual is triggered by the reflection and narration of their own subjective learning experiences, emphasising one or another experience and discussing over the relevance and importance of this experience on the general context of the learning trajectory. Based on the socio constructivist perspective, which highlights the importance of others in all the recognition processes, we believe that those who we assign as “significant others” may play a unique role in the LI construction process. This research was structured as a qualitative exploratory study focused on the topic of the significant others in the construction of the LI. The unit of analysis was the discursive (re) construction formulated by the subjects about their own subjective learning experiences (SLE). By the means of this study, a sample of 83 people were selected, all of them Brazilians residents of Salvador, with ages from 17 to 82 years old, and different educational background, from primary school to academy/professionals – constituted by people with master’s or doctorate degrees. The data collection instruments were semi-open questionnaires and interviews. Questionnaires were applied to all participants and interviews were applied to sub-samples of each subgroup (educational background x age group) aiming to probe knowledge over the SO and its relation with other elements of LI model. The data analysis included content analysis via categories of classification based on LI elements and on questionnaire and interviews elucidated data. An extended categorization and classification process was carried on by the research team, including protocol´s construction (one for each instrument) revised and adjusted through the process. We used Atlas.ti software in its version 7 on encoding. After encoded, data was submitted for a triangulation and cross verification process. This research provided different data about those considered as significant others: who are they; what is considered when attributing to the other the character of significant in LI construction; the existing relationships between the SO and other elements of the LI construction process; among other findings. Participants identified others from distinct groups as SO linking them to their most relevant socio institutional contexts, either when shared SLE happened and/or in the present time, when it was discursively rebuilt during questionnaire and interview moments. Those considered as SO were given roles such as mediation of the personal construction of learning motives; the supply of recognition acts that helped the subject to reinforce, contrast and/or transform the meanings about him or herself as a learner, and the support on aligning their personal motives to the objectives of them activities in which they were part of or yearned to be part of, favouring the attribution of meaning to it. From these results it was possible to identify two types of SO, specific and transversal and was possible to notice a difference in the impact of the actions of the SO over recognition process about oneself as a learner. Conclusively, it was considered that SOs are a great influence element on the construction of LI. Studies in this area work in favour to comprehend the construction of this identity likewise prompt means to think of educational practices that can contribute to the construction of a favourable LI, foremost, been able to recognize oneself as someone capable of keep learning throughout life.
URI: http://hdl.handle.net/2445/108273
Appears in Collections:Tesis Doctorals - Departament - Cognició, Desenvolupament i Psicologia de l'Educació

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
VHCdM_TESE.pdf4.12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons